Perguntas Frequentes

Aqui você encontra respostas para a maioria das dúvidas.

Nem todos os exames necessitam de jejum. O tempo de jejum requerido pode variar entre diversos exames, sendo de 4 horas para boa parte dos exames, de 8 horas para alguns e de 12 a 16 horas para triglicérides e frações de colesterol. Exames como hemograma, por exemplo, não requerem jejum. Solicitar informações junto as recepcionistas do Lab. Hemato.

Um tempo de jejum muito prolongado (superior a 16 horas) também causa variações nos exames. Cada paciente, cada exame e cada situação devem ter suas particularidades analisadas de forma a se obter o melhor resultado dos exames. Para evitar alterações nos resultados, o laboratório não recomenda a coleta de exames após jejum prolongado, mas o médico do laboratório poderá ser consultado para avaliar cada caso em particular.

O primeiro jato de urina traz células e secreção que podem estar presentes na uretra, principalmente se existir um processo inflamatório e/ou infeccioso chamado uretrite. A análise da urina jato médio tem o objetivo de avaliar as condições da urina que está na bexiga, e não na uretra. Portanto, é importante que o material examinado não seja “contaminado” com o que estiver na uretra.

Alguns, sim. Os antibióticos e os antiinflamatórios, por exemplo, interferem nos testes de coagulação do sangue, normalmente solicitados em pré-operatórios. A aspirina (AAS, ácido acetilsalicílico) interfere nos exames de coagulação do sangue. Em altas doses, pode diminuir os valores totais de tiroxina ou T4, um dos hormônios da tiróide. Portanto, quaisquer que sejam os remédios que esteja tomando, avise o atendente antes do exame. Caso um deles interfira, você terá que conversar com o seu médico sobre a possibilidade de suspendê-lo por alguns dias. Somente seu médico poderá suspender a medicação em uso.

Não. O fumo pode elevar a concentração dos ácidos graxos, da adrenalina, do glicerol livre, da aldosterona, do cortisol, entre outros.

 

Não. A ingestão de água suficiente para satisfazer a hidratação normal não significa que o jejum tenha sido quebrado.O excesso da ingestão de água interfere em alguns exames de urina.

Alguns exames são solicitados para diagnóstico da causa da febre e de outros sinais ou sintomas e servem para orientar o tratamento. Por outro lado, exames realizados para controle clínico ou para acompanhamento de doenças não associadas ao quadro febril, não devem ser realizados fora das condições normais de saúde, atividade física e alimentação. Consulte o seu médico ou o laboratório antes de fazer exames nesta situação.

Sim, por exemplo, no de urina. Por isso o ideal é fazê-lo fora do período menstrual. Se o exame for de sangue, pode-se realizar sem nenhum problema.

 

É a que você costuma comer no seu dia-a-dia. Portanto, essa instrução significa apenas o seguinte: não mude a alimentação.

Sim, principalmente no de triglicérides. Por exemplo, alguém com triglicérides elevado, se comer uma dieta rígida nos dias anteriores à coleta do exame terá um resultado falsamente baixo. Já uma pessoa com triglicérides normais, mas que come uma feijoada no dia anterior à coleta, apresentará resultado falsamente alto. Para triglicérides, você deve manter a sua dieta habitual nos 5 dias que antecedem os exames. Dieta habitual é a que você costuma comer no seu dia-a-dia. O ideal é não mudar a alimentação. É fundamental jejum de 12 a 16 horas para a coleta do sangue, na dosagem de triglicérides e frações do colesterol.

Sim, em especial o de triglicérides. Uso de qualquer bebida alcoólica (vinho, cerveja, uísque) na véspera da coleta é suficiente para elevar os seus níveis, alterando os resultados. O álcool também altera muitos outros exames, como colesterol ou gama glutamil transferase, em intensidade variável. Por isso, o ideal é, antes da coleta dos exames, ficar pelo menos três dias sem ingerir qualquer bebida alcoólica.

Não. O tempo de jejum varia de acordo com o exame. O hemograma simples, por exemplo, dispensa o jejum. Já glicemia e triglicérides exigem que você fique várias horas sem comer.

O esforço físico pode causar aumento da atividade sérica de algumas enzimas, como a creatinoquinase (cpk), a aldolase e a aspartato aminotransferase (tgo), pelo aumento da liberação celular. Esse aumento pode persistir por 12 a 24 horas após a realização de um exercício. Os exames laboratoriais são padronizados para a realização em condições basais.

Na maioria das vezes acontece porque houve pouco tempo de compressão no local da punção. Esta mancha roxa denomina-se "equimose" e ocorre pelo extravasamento de sangue para fora da veia. É causado também por veias finas, delicadas, ou com pressão interna elevada por uso de algum medicamento que altere a coagulação do sangue (por exemplo aspirina)

Não. E não precisa ser a primeira evacuação do dia. Isso vale para todos os tipos de exame de fezes. Para seu conforto, é melhor o material ser colhido em casa, num frasco apropriado, fornecido pelo laboratório.

Laxantes não devem ser utilizados para a coleta de fezes. A 1ª amostra do exame Parasitológico de fezes seriado deve ser colhida sem uso de laxante para que o material fecal possa ser avaliado macroscopicamente (para verificar presença de muco, pus, sangue etc.) e também para poder ser realizada uma técnica de pesquisa de larvas de um determinado parasita na qual há necessidade das fezes não estarem semi-líquidas/líquidas.

Alguns, sim. Os antibióticos e os antiinflamatórios, por exemplo, interferem nos testes de coagulação do sangue, normalmente solicitados em pré-operatórios. Portanto, quaisquer que sejam os remédios que esteja tomando, avise o atendente antes do exame. Caso um deles interfira, você terá que conversar com o seu médico sobre a possibilidade de suspendê-lo por alguns dias. Se a interrupção não for possível, esse dado terá que ser levado em conta na avaliação do resultado.